ÁR  E  A       D E

D  E S   C   A   N
S
O

Nessa seleção reuni 18 fotografias, tentando aproximar espaços e tempos diversos fazendo uma constelação de imagens que dizem um pouco sobre o período de 2016-19. Escolhi o nome “Área de Descanso”, de uma imagem feita em 2016 na Ilhabela, viagem muito importante para o meu processo de reencontro com a fotografia analógica.

Estou produzindo as obras dessa exposição sob encomenda, com tiragem limitada. Os valores e tamanhos estão abaixo de cada imagem. No final da página tem uma galeria da exposição e de obras emolduradas.
 

  • Todas as fotografias são impressas em papel Fine Art Hahnemühle Studio Enhanced 210gsm 

  • As imagens tem tiragem limitada de 10 cópias

  • Os valores são sem moldura, para moldura passo um orçamento separado.

  • Para encomendas e dúvidas, me escreva: alvesavila@gmail.com

Tamanho 120x80 - R$ 1.700

Tamanho 90x60 - R$ 1.200

(tiragem 4 de 10)

Tamanho 90x60
 - R$ 1.100
(tiragem 2 de 10)

Tamanho 60x40 - R$ 700

Tamanho 30x20 - R$ 400

(tiragem 6 de 10)

Tamanho 120x80 - R$ 1.600

(tiragem 2 de 10)

Corpo-Ocupação


Fiz essa imagem num dia solar em dezembro de 2017, esse prédio costumava atravessar minhas caminhadas pelo centro. 146 famílias do Movimento Luta por Moradia Digna (LMD) moravam no edifício de 24 andares. De certa forma, me atraía ver aquela torre modernista, com sua arquitetura violenta de ferro e vidro, transformada numa ocupação de pessoas abandonadas pela sociedade, viviam naqueles cubos com seus colchões e suas “salas” às vistas na fachada-vitrine.

Esse prédio transparecia a realidade e nos fazia enxergar essas pessoas que invisibilizamos. Aquelas letras gigantes desenhadas no vidro gritavam para gente. Penso nos pixos como um gesto humano pra aliviar a dureza do concreto, uma vontade de deixar uma marca na cidade. Vejo um gesto e um corpx em cada letra pixada nas ruas e construções.

Esse corpo-prédio não está mais de pé, mas sobrevive como um símbolo do movimento por moradia no centro de São Paulo.

 O edifício, que ficava no Largo do Paissandu, desabou na madrugada do dia 1º de maio de 2018, quatro pessoas morreram. Essa imagem de 2017 e outras que fiz no dia seguinte à tragédia fazem parte do fotolivro Corpo Presente.

Tamanho 90x60 - R$ 1.200
(tiragem 2 de 10)

Tamanho 120x80 - R$ 1.600

Tamanho 90x60 - R$ 1.100
(tiragem 3 de 10)

Tamanho 60x40

 - R$ 600

(tiragem 2 de 10)

Tamanho 60x40

 - R$ 600

(tiragem 2 de 10)

Tamanho 30x20 - R$ 350

(tiragem 2 de 10)

Tamanho 90x60
 - R$ 1.200

(tiragem 4 de 10)

Tamanho 120x80 - R$ 1.600

Tamanho 90x60 - R$ 1.100

(tiragem 3 de 10)

Tamanho 90x60
 - R$ 1.100
(tiragem 2 de 10)

Tamanho 60x40 - R$ 600

Tamanho 30x20 - R$ 350

(tiragem 2 de 10)

Tamanho 60x40
 - R$ 600

(tiragem 1 de 10)

Tamanho 60x40
 - R$ 700

(tiragem 5 de 10)

ODÔIYÁ
mar na baía de Paraty-RJ, 2019

Essa linha do horizonte infinito tem um poder incrível de hipnotizar e acalmar a gente. No momento dessa imagem, captada em filme analógico, estava na baía de Paraty, em movimento no balanço do pequeno barco em que navegava. Navegar me faz sentir tão próxima do mar, de mãe Yemanjá, me sinto tranquila com a energia e o movimento cíclico e infinito das águas do mar. Nesse instante apertei o botão do disparador e mantive ele segurado por alguns instantes expondo a película do filme para de alguma forma registrar a luz daquela linha infinita num sutil movimento. Como um filme em uma imagem ou uma janela no tempo.

Tamanho 60x40 - R$ 600

(tiragem 4 de 10)

Tamanho 30x20 - R$ 350

(tiragem 2 de 10)

Tamanho 60x40
 - R$ 600
(tiragem 2 de 10)

Imagens da exposição e de algumas obras emolduradas:

1/11

[Exposição realizada em dezembro de 2019, em São Paulo, com apoio de Leo Pelatti] <3

  • Black Instagram Icon